quinta-feira, 31 de julho de 2014

Armando sobe e lidera em Pernambuco com folga

Do G1 PE
Pesquisa Ibope divulgada nesta quarta-feira (30) mostra Armando Monteiro (PTB) com 43% das intenções de voto para governador de Pernambuco. Em seguida, aparecem Paulo Câmara (PSB) com 11%, Zé Gomes (PSOL) com 2%, e Jair Pedro (PSTU), Miguel Anacleto (PCB) e Pantaleão (PCO), os três empatados com 1%.
Intenção de voto em PE
Veja números da pesquisa Ibope
431121111922ArmandoMonteiro (PTB)Paulo Câmara(PSB)Zé Gomes(PSOL)Jair Pedro(PSTU)Pantaleão(PCO)Miguel Anacleto(PCB)Brancos enulosNão sabemou nãoresponderam0204060
Fonte: Ibope
A pesquisa foi encomendada pela TV Globo.
Confira abaixo os números do Ibope, segundo a pesquisa estimulada, em que os nomes de todos os candidatos são apresentados ao eleitor:
Armando Monteiro (PTB): 43%
Paulo Câmara (PSB): 11%
Zé Gomes (PSOL): 2%
Jair Pedro (PSTU): 1%
Miguel Anacleto (PCB): 1%
Pantaleão (PCO): 1%
Brancos e nulos: 19%
Indecisos: 22%
A pesquisa foi realizada entre os dias 26 e 28 de julho. Foram entrevistados 1.204 eleitores em 57 municípios do estado. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%. O que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de 3 pontos para mais ou para menos, a  probabilidade do resultado retratar a realidade é de 95%.
A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) sob o número 00012/2014, e no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o número 00269/2014.

Rejeição

A pesquisa também mediu a taxa de rejeição de cada um dos candidatos, isto é, aquele em quem o eleitor diz que não votará de jeito nenhum. Veja os números:
Pantaleão: 26%
Zé Gomes: 24%
Jair Pedro: 21%
Paulo Câmara: 20%
Miguel Anacleto: 19%
Armando Monteiro: 14%
Não rejeitariam nenhum dos candidatos: 15%
Não souberam ou não responderam: 35%

Senado

O Ibope pesquisou, ainda, as intenções de voto entre os candidatos ao Senado. Veja os números:
João Paulo (PT) - 37% das intenções de voto
Fernando Bezerra Coelho (PSB) - 16%
Simone Fontana (PSTU) - 3%
Albanise Pires (PSOL) - 1%
Brancos e nulos - 17%
Não sabe ou não respondeu - 25%
Foi citado, mas não alcançou o percentual mínimo, o candidato Oxis (PCB).

Mais de 11 toneladas de peixe são aoreendidas em São Caetano

Do G1 Caruaru
Apreensão de peixe em São Caetano (Foto: Divulgação/ Polícia Rodoviária Federal)

Mais de 11 toneladas de peixe do tipo tilápia foram apreendidas na manhã desta quarta-feira (30) no quilômetro 145 da BR-232, em São Caetano, no Agreste de Pernambuco. A apreensão foi feita pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) durante uma fiscalização de rotina. De acordo com a polícia, a carga estava em um caminhão-baú e seguia de Bauru (SP) para o Rio Grande do Norte.
Ainda segundo a PRF, o material foi apreendido porque estava sendo transportado sem refrigeração e sem o registro do Ministério da Agricultura. A carga será encaminhada à Agência de Defesa e Fiscalização Agropecuária de Pernambuco (Adagro) para ser incinerada.

quarta-feira, 30 de julho de 2014

Armando defende investimentos em saúde na Mata Sul


1258

Atenção básica à saúde, fortalecimento do Mais Médicos, interiorização da residência médica e restruturação do Hospital Regional de Palmares: estas foram algumas das propostas defendidas pelo candidato a governador Armando Monteiro (PTB) durante entrevista à Rádio Cultura de Palmares, na Mata Sul, nesta terça-feira 29. Armando também aproveitou para elencar os avanços que o governo da presidente Dilma Rousseff construiu no setor.

“Precisamos trazer a residência médica para os hospitais do interior. Esta é a melhor forma de fixar os profissionais”, destacou o candidato, acompanhado do seu vice, Paulo Rubem (PDT). Armando lembrou que outros Estados já implantaram a iniciativa. “No Ceará, já existe a residência médica no Interior. Não se pode fazer demagogia com esse tema, mas há espaço para melhor atendimento na atenção básica e melhor articulação”, asseverou.

Para reforçar a atenção básica, Armando entende que a parceria com o programa Mais Médicos, do governo federal, deve ser preservada e ampliada. “Dilma enfrentou esse problema com o Mais Médicos, um programa aprovado largamente pela população”, frisou o candidato. Em Pernambuco, são 640 médicos, presentes em 140 municípios. “Tenho visitado muitas áreas e vejo o quanto o povo valoriza o médico cubano.”

Com o Mais Médicos, na visão de Armando, é possível evitar internações. “Isso porque há orientações sobre alimentação e hábitos mais saudáveis”, afirmou o petebista.

Sobre o Hospital Regional de Palmares, Armando reforçou que é necessário dotar as unidades de saúde de mais equipamentos, possibilitando a ampliação da carta de serviços e especialidades. “Precisamos fazer a expansão das atividades de média complexidade no Interior. Por que não implantar o serviço de oncologia no Hospital Regional de Palmares?”, sugeriu.

Diante do aumento exponencial dos acidentes de motocicleta em Pernambuco, Armando propôs ainda a estruturação da rede para atendimento especializado em traumatologia. “O Estado criou a UPA Especialidades, mas eu vejo só prédio. Construir hospitais é importante, mas é preciso qualificar a rede existente”, afirmou.

terça-feira, 29 de julho de 2014

Hoje à festa é dela

Hoje à festa é dela, a nossa Amiga Alda Rejane faz aniversário e o blog do Jonas faz sua homenagem Felicidades para você, por este dia tão especial que é o seu aniversário.
Parabéns, que possa ter muitos anos de vida, abençoados e felizes, e que estes dias futuros sejam todos de harmonia, paz e desejos realizados felicidades pelo seu aniversário.

Postado por Jonas Abreu.

Prefeitura de São Caetano inova em operação tapa buracos




A Prefeitura, através da Secretaria de obras e Urbanismo, com um sistema inovador e simples, está fechando os buracos existentes na Rua José Ramos. A máquina compactadora recupera os trechos esburacados em poucos minutos.

O serviço iniciou na manhã desta segunda-feira (28), e será finalizado nesta terça-feira(29). E devido a dificuldade de interditar a Rua para poder realizar o serviço, a prefeitura contratou a máquina compactadora para realizar o serviço de forma rápida, sem que fosse preciso isolar o local. Prejudicando assim o tráfego na localidade.

É mais uma pedido da população que foi atendido pela Prefeitura de São Caetano.

Prefeitura de São Caetano inova

Prefeitura de São caetano realiza Audiência pública da LDO 2015





O prefeito de São Caetano convoca toda a população para participar da Audiência Pública de discussão do projeto de Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO) para o exercício de 2015. A audiência está agendada para a quarta-feira, 30 de julho de 2014, ás 19:30 horas, na sede da Câmara Municipal de Vereadores.
Segundo o Prefeito, a convocação atende aos dispositivos do artigo 48 da Lei Complementar 101/2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal). A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) foi criada pela Constituição Federal de 1988, com a determinação de que o Executivo defina e torne públicas as metas e prioridades para exercício financeiro do ano seguinte.
A LDO é a peça que orienta a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA), elencando parâmetros que buscam sintonizá-la com as diretrizes e metas definidas no Plano Plurianual (PPA), o planejamento governamental de médio prazo, e também define eventuais regras sobre mudanças nas Leis Tributárias, de finanças e pessoal. “Essa Lei é uma espécie de link entre PPA e a Lei Orçamentária Anual, a LOA”, pontua o prefeito Dr. Neves.
Dentre os temas compreendidos pela LDO estão a orientação para a elaboração do orçamento; metas para as despesas de capital; alteração na Legislação Tributária; política de pessoal, dentre outros.
Com a Lei Complementar 101-2000 (Lei de Responsabilidade Fiscal), a LDO também dispõe sobre: Equilíbrio entre receitas e despesas; metas fiscais; riscos fiscais; programação financeira e cronograma mensal de desembolso; critérios e forma de limitação de empenho; normas relativas ao controle de custos; condições e exigência para transferências de recursos a entidades públicas e privadas; forma de utilização e montante de reserva de contingência; evolução do patrimônio público; demonstrativo de estimativa e compensação da renuncia de receita.