quarta-feira, 23 de abril de 2014

Prefeitura de São Caetano segue recuperando estradas da zona rural

A Prefeitura de São Caetano através da secretaria de transportes, esta recuperando mais uma etapa das estradas da zona rural, desta vez as comunidades atendidas são as dos Sítios jacaré, Caxingó e Boqueirãozinho, os moradores das comunidades ficaram felizes e aproveitaram para agradecer a prefeitura pela recuperação das estradas que a muito tempo não era recuperada. 

Moradores filmam espancamento de suspeito de assalto amarrado de cueca em poste





De cuecas, um jovem foi amarrado com pedaços de lençol a um poste de energia elétrica e recebeu golpes de fios de cobre em Ipatinga, no Vale do Aço. Moradores que o apontavam como suspeito de roubos no Morro do Sossego, no bairro Veneza, filmaram a agressão até a chegada de policiais militares.


O caso foi registrado pela PM como lesão corporal. Josimar Dias de Sena, 18 anos, disse ter sido retirado à força de casa na última quinta-feira (17) por homens desconhecidos. Já seminu, ele foi amarrado ao poste com as mãos para trás e espancado por um homem não identificado. Durante as agressões, o suspeito de assalto foi obrigado a gritar: "Nunca mais vou roubar no morro". A filmagem, realizada na rua Comunidade, foi divulgada nesta terça-feira (22).

De acordo com a Polícia Militar, Josimar Sena afirmou que não conhecia os agressores e que não os denunciaria caso soubesse quem são, já que possui dívidas com traficantes e é responsável por "outros delitos" no bairro.

Ele foi levado por militares a uma Unidade de Pronto Atendimento com feridas nas costas, pernas e braços. Nenhuma vítima de roubo denunciou Josimar de Sena à polícia após o espancamento. O agressor não foi identificado.

Equipe da FAB encontra bimotor desaparecido com cinco a bordo no Pará

Equipe da FAB encontra bimotor desaparecido com cinco a bordo no Pará Ainda não há informações sobre as vítimas - como o local é de difícil acesso, a operação de resgate deve ser retomada nesta
Foto: Polícia Militar/Divulgação  (Reprodução)

A Força Aérea Brasileira encontrou o avião bimotor que estava desaparecido desde o último 18 de março. A aeronave estava em um local de difícil acesso, próximo ao município de Jacareacanga, no sudoeste do Pará, segundo a imprensa local divulgou na noite dessa terça-feira (22).
Ainda não há informações a respeito das vítimas - o desaparecimento do avião ganhou destaque nos jornais porque uma das passageiras enviou mensagem de celular para o tio, comunicando a possibilidade de acidente. "Tio, estou em temporal e o motor parou. Avise à mãe que amo muito todos. Estou aflita, em pânico. Se eu sair bem, aviso".
As equipes de busca da FAB devem retormar a operação de resgate na manhã desta quarta-feira (23). A bordo da aeronave estavam as técnicas de enfermagem Rayline Sabrina Brito Campos, Luciney Aguiar de Sousa e Raimunda Lúcia da Silva Costa, o motorista Ari Lima, além do piloto Luiz Feltrin.

Armando e João Paulo percorrem o estado com o projeto Pernambuco 14


20140423-125925.jpg
O senador Armando Monteiro (PTB), pré-candidato a governador, e o deputado federal João Paulo (PT), pré-candidato a senador, participam no próximo final de semana, dias 26 e 27, do Projeto Pernambuco 14, promovido em conjunto pelo PTB, PT, PSC, PROS e PRB. Serão 14 plenárias realizadas em todas as regiões do Estado e com o objetivo de debater com representantes da sociedade civil organizada e lideranças políticas os desafios de Pernambuco para os próximos anos.
O lançamento do Pernambuco 14 ocorrerá no próximo sábado (26), a partir das 8h, no Centro Mariápolis, em Igarassu, Região Metropolitana do Recife. No domingo, às 14h, será a vez de Petrolina, no Sertão do São Francisco. Ao longo das próximas semanas serão realizadas outras 12 plenárias para discussão de temas como saúde, educação, qualificação profissional, segurança, infraestrutura, inclusão social e desenvolvimento econômico.
O Pernambuco 14 é o ponto de partida de um projeto mais amplo de discussão do futuro do Estado e que servirá de base para a elaboração do programa de governo da chapa encabeçada pelo senador Armando Monteiro. As lideranças e representantes da sociedade civil organizada, além da participação nas plenárias, serão estimulados a colaborar com ideias, projetos e propostas por meio da internet, de um site, de uma página no Facebook e por e-mail.
“Vamos articular em todas as regiões, ouvindo as pessoas e as lideranças políticas, para, dentre outras coisas, definirmos os detalhes do nosso programa de governo”, afirma João Paulo.
Para Armando Monteiro, “Pernambuco avançou, mas precisa ir além. Nós temos ainda muito o que fazer para que esse processo de desenvolvimento possa se perenizar, de modo a incluir uma grande parcela de pernambucanos que ainda estão à margem. É isso o que nós pretendemos discutir, sempre ouvindo a população, para oferecer ao Estado uma proposta alicerçada numa visão de futuro”.

Interessados em programa de habilitação gratuita terão que fazer inscrição novamente


.
.
Devido a um problema no servidor do site do Detran Pernambuco, detectado no último sábado, o órgão prorrogou o prazo para inscrições do programa de CNH Popular.

Os interessados podem acessar o site do Detran e realizar a inscrição até o próximo domingo (27).
 

Eduardo "ganha" jornais e consultoria internacional


Foto: Adriano Monteiro
A semana do ex-governador de Pernambuco e presidenciável pelo PSB, Eduardo Campos, começou movimentada no campo internacional. O socialista, que defende que o Brasil reconquiste a confiança dos mercados internacionais para melhorar o desempenho da economia, deu entrevistas para o Wall Street Journal (EUA) e o The Financial Times (Inglaterra), além de ser citado em um relatório da agência de consultoria Eurasia Group como a maior ameaça à campanha de reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT).
Ao falar para os veículos internacionais, Campos demonstrou confiança acerca do pleito de outubro e das expectativas para o Brasil em 2015. “Hoje [ontem (20)] falei a jornais de outros países, e disse da minha confiança na economia do Brasil, com a mudança política que acontecerá em 2015”, escreveu o ex-governador, na legenda de uma foto na Rede Social Instagram.
“Atualmente a política fiscal e a política monetária caminham separadas”, afirmou o presidenciável, durante as entrevistas, ressaltando que o Banco Central (BC) precisa de mais autonomia para “encorajar investidores e ajudar o Brasil a retomar um crescimento rápido”. A Petrobras, maior estatal brasileira e alvo de uma crise devido à compra de uma Refinaria nos Estados Unidos, também foi citada pelo socialista. “É preciso profissionalizar a diretoria e proteger a empresa de interferências”, afirmou Campos.
Como que acompanhando a caminhada de Campos em busca de apoio internacional ao seus planos eleitorais, um relatório divulgado pela Eurasia nesta segunda-feira (21), Campos é visto como um perigo maior para a campanha em torno da reeleição de Dilma do que o senador e presidenciável pelo PSDB, Aécio Neves (MG). Apesar de destacar o nome de Campos, a empresa afirma que mesmo que Dilma continue perdendo popularidade, a petista ainda possui cerca de 70% de chances de ganhar as eleições presidenciais em um eventual segundo turno.
Segundo o relatório, apesar dos índices apresentados pela presidente terem caído, Dilma ainda não demonstra números que colocariam a sua reeleição em risco. Entretanto, uma vitória do PT em um eventual segundo turno no pleito de outubro teria índices mais apertados do que as últimas três eleições presidenciais ganhas pela legenda.
De acordo com o documento, a presidente venceria com uma vantagem de quatro a seis pontos, margem menor do que os 13-22 pontos apresentados por ela e pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nos pleitos anteriores.
Como embasamento, o texto usa uma pesquisa realizada pelo Ipsos Public Affairs e consultorias realizadas em cerca de 200 eleições em todo o mundo. De acordo com os dados, os presidentes que possuem uma aprovação variando entre 40% e 60% em escala binária – índice que mede apenas a aprovação e a reprovação –, faltando seis meses para o pleito, são reeleitos em 85% dos casos. 
Na última pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope), destacada no texto, a presidente apresentou, na escala binária, 47% de aprovação. Em março, o índice era de 51%.
PE247

Vergonha em Caruaru


Por Magno Martins
Foto: Adriano Monteiro
Mais uma vez, a justiça devolveu a cinco dos dez vereadores afastados em Caruaru o direito de retomarem seus mandatos. E não será surpresa se nos próximos dias os outros cinco parlamentares pilhados na Operação Ponto Final, acusados de corrupção passiva e organização criminosa, também retornarem.
Segundo a polícia apurou, os vereadores teriam exigido do prefeito José Queiroz (PDT) o valor de R$ 2 milhões para aprovação do projeto do BRT (Bus Rapid Transit), orçado em R$ 250 milhões.
Foram presos, após seis meses de investigação da Polícia Civil, os vereadores Sivaldo Oliveira (PP), Cecílio Pedro (PTB), Pastor Jadiel e Val das Rendeiras (Pros), todos da base governista, e mais seis da oposição: Val (DEM), Louro do Juá e Eduardo Cantarelli (SDD), Jajá (expulso do PPS), Neto (PMN) e Evandro Silva (PMDB).
Mas a justiça soltou logo em seguida todos eles por decisão monocrática do desembargador Fausto Campos. O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) expediu, em seguida, uma recomendação à Câmara de Caruaru sugerindo a abertura de um processo de cassação dos dez vereadores presos.
O MPPE também ingressou com uma ação cautelar de improbidade administrativa contra o grupo, mas ontem o processo sofreu uma nova reviravolta e cinco vereadores foram reintegrados aos mandatos.
Uma vergonha! A justiça, que tarda e falha no País, permite que a Câmara de Caruaru viva uma situação sui generis: o pagamento adicional, desde dezembro do ano passado, dos salários de 10 suplentes, inflando a folha em R$ 90 mil a cada mês.
Tudo porque nenhum vereador afastado deixou de receber seus subsídios, enquanto a mesa da Câmara teve que convocar os suplentes para garantir o quórum das sessões. Neste caso, só eles ganham. Quem perde é a sociedade com a sangria dos cofres do Legislativo.